EDUCAÇÃO AMBIENTAL, ARTE AFRO-BRASILEIRA E GESTÃO EM SAÚDE COLETIVA

O projeto pretende destacar a importância do legado africano e indígena para educação ambiental e as contribuições da arte afro-brasileira para gestão da saúde coletiva.

Através de vivências  da pedagogia griô junto aos mestres e griôs de tradição oral, especialmente vinculados as expressões artísticas relacionadas à Jurema Sagrada e junto  em diálogo com as praticas da medicina ocidental, pretende-se   desenvolver:

  • materiais de educação  ambiental e arte afro-brasileira  com foco na saúde coletiva, tais como vídeo-aulas,artigos e revistas;
  • Experimentações e vivência    em música  das comunidades tradicionais juremeiras e  saúde  como forma de  transmissão desses saberes, q e suas contribuições na prevenção de doenças e na promoção de vida mais saudável e relações sociais mediadas pelos princípios da ancestralidade e preservação ambiental.

 

60bad-dscn1505

Todo o material e desenvolvimento de atividades  também recebe a contribuição de pesquisa em Linguagens da Arte e Saúde Pública,  coordenada pela Griô Aprendiz, Adriana de Holanda, desde 2004 e que teve no vídeo  “provocações do Olhar” (Fiocruz) o início da  reflexão acerca da  importância da junção arte e saúde, destacando-se o legado africano e indígena na realidade da população brasileira.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Escola de Formação em Cultura e Saúde

%d blogueiros gostam disto: