Biblioteca Comunitária Griô recebe Prêmio Ponto de Leitura RJ

É com muita felicidade que recebemos a notificação de projeto selecionado como PONTO DE LEITURA  pelo Secretaria de Cultura do Estado do  Rio de Janeiro, através da seleção de chamada pública realizada em 2012, por este órgão gestor  público de cultura.

A ação RODA DE LEITURA GRIÔ é um espaço-tempo de andanças e contação de histórias afro-brasileiras. Histórias cantadas e narradas, musicalizadas  para encantar com foco na promoção  do acesso à cultura e  à diversidade de saberes étnico-raciais.

griot  folhas musica

 

Nossas rodas de leitura   fundam  o ato de  generosidade de ofertar espaços-tempos de compartilhamento de informações, mas  também de reflexão e aprendizado coletivo através da junção entre musicalidade e leitura, num país de milhões de analfabetos chamado Brasil. Ofertamos encontros entre arte, cultura, educação. Mais além,ofertamos encontros com nossa própria memória social africana e indígena.

DSCN2335

 

As Rodas de Leitura Griô funcionam através de convite  de  espaços  formais e não formais de educação e cultura. Atualmente ocupa o espaço do Módulo de Ação Comunitária do Museu de Arte Contemporânea de Niterói – RJ (MAC).

As rodas são mediadas por griots  e Mestres de tradição oral/saber ancestral (ancestralidade africana e indígena) junto a  estudantes e comunidades locais, tanto do entorno dos espaços de ocupação e intervenção do grupo Semente de Jurema como na sede própria do futuro Museu- Escola, situada em Praia de Mauá – Magé/RJ.

biblio grio

gratidão a todos os sementeiros que acreditaram que é possível inventar realidade! Esse prêmio é de todos nós, assim como as cirandas que fazemos juntos! Que a roda continue a girar… gratidão!

 

561293_3636765570320_1609651732_32894910_681784144_n

Para saber mais  sobre o  projeto ou ser um semeador de livros ou narrativas orais/escritas, escreva para:

adriana.edugrio@gmail.com

 

A Batalha é do Conhecimento, A Arma é a Música e a Estratégia é Sensível

O texto “A Batalha é do Conhecimento, A Arma é a Música e a Estratégia é Sensível”  de autoria de Adriana de Holanda – pesquisadora em Subjetividade e Cultura Afro-Brasileira (UFF-FIOCRUZ) , foi apresentado na Mesa de debates “Política Cultural e Educação” do V Seminário Internacional de Políticas Culturais da Fundação Casa de Rui Brabosa, neste mês de maio,  no Rio de Janeiro – Brasil.  Destaca-se no texto a importância do legado africano através da palavra cantada inspirada nos griots, no qual apresentamos como pontos de iniciais de reflexão a “batalha do conhecimento” do Mc Marechal, as estratégias sensíveis nos processos de comunicação indicadas pelo pesquisador Muniz Sodré e na música como resistência indicada na biografia do músico e ativista político nigeriano Fela Kuti.

marechal crianças

Mc Marechal (RJ)

“Ousamos a continuar a contar outras
histórias, as batalhas, tendo na música a arma que encanta, que revela, que forja um
território de memória e a continuidade da importância do legado africano na formação
da identidade e subjetividade dos jovens e crianças em nosso país”.

oficina griô

Adriana de Holanda Vivência em música  e educação griô

“Que essas práticas de arte e educação paridas de um sonho, de ‘um só caminho’,

possam indicar a construção de políticas de cultura para o povo, pelo povo e com o

povo em todos os tons, sons e cores; genuinamente aberta para aqueles que precisam
ser curados ou cuidados do seu próprio esquecimento histórico” (Adriana de Holanda)

Vivência da Pedagogia griô Rap Repente
Rapper Gaspar (SP) Vivência da Pedagogia griô Rap Repente

contato: adriana.edugrio@gmail.com

Para ler o texto completo, acesse o link abaixo:

a arma é a música SEMINÁRIO CASA RUI BRABOSA 2014


 

Doação de Afetos e Saberes para o Museu-Escola Griô

Então tá..

Como disse a Lygia na nossa roda de conversa  de hoje:” Chega de apresentações, vamos começar a fazer” !

Nosso encontro pleno de histórias,traçou um  plano de decolagem para a  fundação de saberes e afetos que edificam o projeto pedagógico do Museu Escola Griô, no distrito de Praia de Mauá (Magé -RJ).Vivenciamos o legado dos griots africanos como elo,  o encontro, o diálogo e a vivência coletiva  que são processos constitutivos da nossa equipe de voluntários,apoiadores e amigos.

Imagem

 

A pedagogia griô, que é um modo de aprender e ensinar.

Através do afeto,do diálogo,do encontro de gerações e saberes…

Das conversas nos quintais, as crianças nos orientam, nos convocam a continuar a contar histórias e  brincar de fazer arte e vida.

Dos  fazeres na cozinha, o encontro de mulheres  de diferentes gerações e saberes

Imagem    Exibindo IMG-20140518-WA0005.jpg

 

Se conectam para produzir um bem comum:  nossa alimentação saudável.

E das nossas flores,nascem  aprendizes-educadores-artistas…

Sejam bem vindos.. Sementeiros

E vamos botar o Boi pra brincar

Então, tá Lygia….

Vamos botar o Boi pra brincar

Porque a história da vida

Não para de ensinar.

Imagem

Para ser   um voluntário e apoiador dos projetos Rede Educação Griô/Semente de Jurema, escreva para:

adriana.edugrio@gmail.com