Organização do Fórum de Cultura E EDUCAÇÃO ÉTNICO-Racial Niterói

A equipe da Rede Educação Griô/Semente de Jurema convida a todos e todas a constituírem  o Fórum de Cultura e Educação Étnico-Racial de Niterói.

A partir  dos encontros, oficinas e  e grupos de estudos  do projeto Música e Educação Griô _ Resistências Sonoras, foram realizadas vivências com educadores, estudantes, músicos e produtores musicais; e  foram levantadas temáticas, questões, problemas,busca de soluções para que a cultura afro-brasileira possa de fato ocupar seu espaço pedagógico nas práticas educacionais formais e não formais.

A partir da vivência do diálogo,da escuta comunitária estamos buscando constituir  práticas pedagógicas de valorização dos mestes e griôs de tradição oral/saber ancestral, mas também de espaços de formação de educadores comprometidos com o ensino da cultura afro-brasileira e da importância da valorização dos saberes culturais e dos zeladores dessas saberes em nossa sociedade.

Para isso, iniciamos de forma virtual,  esse espaço dialógico. e nossa primeira conversa será sobre: livros, filmes e músicas.

Estamos organizando a biblioteca comunitária griô   que será um espaço de  ações de estudos, formação e criação de estratégias coletivas de resistência cultural através da proposição de  práticas de educação e cultura ancoradas nos saberes dos povos tradicionais africanos e indígenas.

Pedimos sua coloração indicando títulos de filmes, vídeos e músicas de matriz afro-brasileira  destinada ao publico infanto-juvenil.

Sua indicação vai compor uma lista coletiva de títulos para os quais buscaremos doações para compor o acervo da biblioteca comunitária griô, com sede em fixa em Magé-RJ, onde será construído o Museu-Escola Griô e com polos itinerantes nas escolas públicas de Niterói.

Em breve novas temáticas e ações serão divulgadas neste blog.

Algumas participantes do “Projeto Resistências Sonoras – Música e Educação Griô”:

Rapper Gaspar Záfrica Brasil- SP  e o percussionista Kaike de Holanda – RJ

Mc Ralph- SP, Educadora Doris – Baixada Fluminense – RJ

Ator Rodrigo Para-AM, Joás Santos-PE e Produtor Musical Bid – SP

Professor Abrahão Santos – UFF

Mais informações:

adriana.edugrio@gmail.com

Novo Ciclo de Oficinas de Música de Povos Tradicionais de Pernambuco

A Rede Independente Educação Griô/Semente de Jurema abre as  inscrições para o novo ciclo de oficinas de música de povos tradicionais de pernambuco: maracatu, coco de roda, afoxé e ciranda. 

As oficinas são mediadas pelo músico e luthier Joás Santos nos fundamentos musicais e rítmicos e pela Griô Aprendiz Adriana de Holanda  na parte de história da música  afro-brasileira. 

Dias: toda quarta-feira 

Hora: 19h. 

Local: Casarão Capoeira Angola – Rua Andrade Neves n. 186 – Centro/ Niterói – RJ 

Ajuda de custo: R$ 50,00 mensais 

Vagas imitadas. 

Mais informações: adriana.edugrio@gmail.com  Imagem

 

 

 

 

Griô na Escola: Histórias Encantadas do Mar

Em Outubro, a griô aprendiz Adriana de Holanda, mediou a oficina Histórias EnCantadas do Mar.

Através da tradição Oral dos Griôs, a oficina realizou a vivência da importância do princípio  de vida e saúde presente na água, a relação entre mares e rios, e a floresta.

1379627_10202304968970448_602854337_n

Foi um momento vivência de encantamento em que a mitologia africana e indígena foi compartilhada  junto as estudantes  e educadores. Todos n[os aprendemos com  a sabedoria da música e das folhas, que há uma enorme sabedoria nas tradições de povos antigos e que precisamos conhecer.

                                                1391953_10202304952370033_1008393315_n              1393850_10202304960250230_897349818_n

1383803_10202304966370383_2096419587_n

Sem folha não há força vital, não há vida,! Sem mar não tem rio, sem chuva, não tem água, sem as folhas, não há vida.. e um rio sempre flui… e nunca anda pra trás.. São sabedorias de 15.000 anos e  nossa missão é relembrar, reativar a memória ancestral que nos ensina os princípios da vida..

1235484_10202304961130252_383923042_n                  1383648_10202304955410109_1524424325_n

Aprendemos  a escutar o mar, as folhas, os sons encantados das Kailmbas, dos tambores falantes africano tocados pelo nosso barqueiro musical Joás Santos.

                 1381863_10202304993091051_1665216570_n1385451_10202304996571138_484130079_n

O espaço  de diálogo e de trocas de experiência sobre o saber das folhas, da terra e da importância da cultura dos povos tradicionais para a saúde de todos os povos e da continuidade dos fazeres culturais.

Gratidão a professora Rosa e seus alunos,  que aprenderam a respeitar as folhas, as águas e a terra..  Gratidão as sementeiras Priscila e Mariana pelo apoio.. Meu mais profundo respeito a Kaike de Holanda e Joás Santos que ecoam em seus corpos a musicalidade de nossos ancestrais afro-indígenas

1385908_10202304986410884_251445278_n   1381863_10202304993091051_1665216570_n

Iemanjá e Oxum,   princípios africanos das  águas  que nos dão vida e moram em nós!

1379262_10202304891288506_884007933_n

Saudações aos sambaquis de Itaipu e aos povos indígenas e africanos que falaram através da nossa chuva  colorida na ciranda de histórias, de afetos e de saberes ancestrais..

1378639_10202304900488736_1454229445_n

saudações griots a nossa chuva colorida, que ficou nesta escoa e Itaipu – Niterói/RJ!

As Histórias EnCantadas do Mar: Oficina da Pedagogia Griô na Educação Infantil

No mês de outubro, a Griô Aprendiz Adriana de Holanda realizou a convite da professora Rosa, da Unidade de Educação Infantil de Itaipu, em Niterói,  02 encontros de apresentação da pedagogia griô.

Na próxima quarta, 16/10,  é a vez da Oficina Griô para crianças.

A oficina “As Histórias EnCantadas do  Mar”  está sendo construindo conjuntamente com  a educadora que  recebeu o livro “Nação Griô” de Lilian Pacheco e o livro “Pescadores de Itaipu” do Professor Kant da UFF.

A oficina vai compartilhar saberes e histórias presentes nas comunidades tradicionais africanas e indígenas sobre a arte da pesca e a relação de cultura e saúde  destes  povos com o mar.

A jangada da contação de história  griô  inunda a escola com música de matriz  africana e indígena, junto com o luthier e percussionista pernambucano Joás Santos.. o repertório experiência sonoras da água com Kalimba e  ciranda, coco de roda, ao som de maracás, chocalhos, ganzás e tambores..

Saudações aos griots, os mensageiros dos povos africanos e indígenas!

 

criançaindígena queimada viva em Arame Maranhão